Carros na Black Friday: saiba como fazer um bom negócio

A Black Friday, data que inaugura a temporada de compras natalícias com descontos consideráveis, acontece no Brasil nesta sexta-feira, 23 de novembro. Apesar de estar em sua oitava edição no país, a data comemorativa inspira cuidados. Listamos algumas dicas para que você não caia em fraudes ou se atrapalhe durante as negociações.

De acordo com uma pesquisa realizada pela plataforma de compra e venda de carros do Santander, os automóveis estão entre os itens mais desejados pelos brasileiros em 2018. Eles ocupam o terceiro lugar na lista de produtos de maior valor, perdendo apenas para eletrônicos e eletrodomésticos.

Ainda segundo o levantamento, os motoristas pretendem escolher, na Black Friday, um modelo na faixa de R$ 30 a R$ 60 mil. A preferência detectada foi por veículos semi novos.

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB, Bruno Burgarelli, alerta os motoristas: “ainda que seja um pouco mais caro comprar um carro em uma loja ou concessionária, fazê-lo pode ser mais vantajoso. Isso porque, na compra de um veículo usado em empresa, o condutor conta com a proteção do Código de Defesa do Consumidor, que estabelece a garantia de 90 dias e outras responsabilidades. Quando a compra é realizada na mão de uma pessoa física, não há relação de consumo e, por consequência, a proteção”.

O especialista lembra ainda que, independente da temporada de descontos, é preciso fazer uma reflexão antes de decidir fazer a compra. “Em primeiro lugar, o consumidor precisa considerar se há a necessidade de adquirir o veículo e se o carro escolhido cabe no orçamento. Uma vez que existem a necessidade e as condições financeiras, o motorista deve fazer pesquisa de preço“.

Muitas concessionárias aumentam o valor dos veículos semanas antes da Black Friday e, na data, dão um desconto que volta o preço dos carros para o valor real. A internet é um bom meio para certificar se, de fato, a loja abaixou o valor do bem.

Outro ponto colocado pelo presidente da Comissão de Defesa do Consumidor é que os motoristas precisam se atentar às condições dos financiamentos oferecidos. É possível que a loja diminua o custo do carro e compense o valor com os juros cobrados em cada parcela.

O AutoPapo consultou especialistas para dar dicar de como fazer negociações verdadeiramente vantajosas nesta Black Friday. Pesquisa de preços e á chave.
Carros na Black Friday | André Almeida

“Os direitos do consumidor na Black Friday são os mesmos de qualquer momento de compra e venda. A informação dada pelo comércio precisa ser clara e precisa. A publicidade é parte do contrato. Por isso, tire um print screen do anúncio feito pela internet e guarde os folders entregues. Os documentos integrarão o contrato e garantirão que a empresa cumpra a oferta prometida”

O consumidor pode exigir o carro conforme foi mostrado na foto do anúncio. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, as fabricantes não têm o direito de mostrar um veículo completo na propaganda com o preço de uma versão mais simples. O produto mostrado deve ser entregue pelo preço anunciado. Por fim, é importante lembrar que todo carro usado deve passar pela vistoria de um mecânico de confiança antes de ser comprado.
Fonte: R7