As 3 histórias de viagens de moto que mais influenciaram no mundo do motociclismo

Algumas viagens que são compartilhadas através da Internet, livros e televisão, marcam gerações e inspiram muitos de nós.

Dentre essas viagens, destacamos três, as quais são conhecidas mundialmente.


Ted Simon


Ted Simon 

As viagens de Ted Simon

Ted Simon já cruzou “o mundo” duas vezes. Mas sua primeira viagem foi a que mais inspirou muitos viajantes, incluindo aqui o Ewan McGregor e Charlie Boorman.

No dia 6 de outubro de 1973, aos 42 anos de idade, Ted saiu de Londres com uma Triumph Tiger 500cc e viajou solo por quatro anos pelo mundo, percorrendo mais de 100.000km por 45 países.

“Apesar das guerras o mundo é do tamanho que sempre foi. Você pode pegar um monte de dinheiro e através de viagens de avião ir conhecê-lo. Mas, para cheirá-lo e sentí-lo verdadeiramente, não há outro caminho, se não percorrê-lo por terra. O mundo é imenso.”

Ted Simon, 5 de outubro de 1974

Saiba mais sobre Ted Simon nessa outra matéria (abrirá em nova janela) 


Mondoenduro

Mondoenduro foi a primeira travessia registrada pelas regiões do Cáucaso, Ásia Central e Rússia, incluindo a Sibéria. A jornada englobou mais de 62.000km, por 440 dias, utilizando modelos da Suzuki, a DR 350cc. Foi realizada por um grupo de 7 amigos motociclistas. Austin Vince, Gerard Vince, Chas Penty, Bill Penty, Clive Greenhough, Nick Stubbly e Mark Friend.

A viagem foi filmada e posteriormente transformada em uma série de TV em duas partes, mostrada no Discovery Travel e Adventure Channel, por mais de 40 vezes, nos mercados americano e europeu.

A jornada foi realizada entre os anos de 1995 e 1996.

 

 

 

Long Way Down e Long Way Round 

Sem dúvida foram essas viagens que mais influenciaram o sucesso da família GS da BMW Motorrad, entre as quais, a R1200GS que é líder de venda no segmento em todo o mundo. E também é uma das viagens de moto mais comentadas em todo o mundo, devido sua grande repercussão na TV.

Ewan e Charley percorreram mais de 32.000km por 12 países de 19 fusos horários diferentes em 115 dias. Utilizaram o modelo R1150GS, cruzando parte da Europa, Ucrânia, Rússia, Cazaquistão, Mongólia, Alaska e findando a viagem em New York.

Após o sucesso mundial dessa viagem que foi televisionada, novamente fizeram outra longa viagem, passando pela Europa Ocidental e África Oriental.

Numa futura matéria, abordaremos sobre longas viagens realizadas por motociclistas brasileiros, que também influenciaram muitos, principalmente desse país.

Fonte: Por Policarpo – RockRiders.com.br