De olho na poluição: peças desgastadas fazem carros poluir mais

Não é incomum para quem circula pelas grandes cidades se deparar com carros que acabam emitindo uma grande quantidade de poluição, que acaba sendo visível através de uma fumaça preta que sai dos canos de escapamentos. Este tipo de carro causa danos tanto para o meio ambiente quanto também para o bolso dos donos, especialmente no caso das regiões que contam com programas de inspeção veicular.

De olho na poluição: peças desgastadas fazem carros poluir mais

São Paulo, por exemplo, poderá ter o seu programa de inspeção retomado a qualquer momento. Os veículos que poluem mais acabam sendo alvos de multas e podem até mesmo se recolhidos, em alguns casos, sendo liberado apenas quando as pessoas resolvem os problemas mecânicos do veículo.

E grande parte dos causadores destes problemas de poluição são as peças que podem estar mais desgastadas. A falta de manutenção do carro pode prejudicar basicamente o catalisador, este que é considerado como o equipamento que converte quase 98% dos gases tóxicos em substâncias inofensivas.

O catalisador do carro é uma peça que pode durar para a vida toda de um veículo, mas precisa de alguns cuidados, uma vez que acaba sendo uma parte sensível e que pode acabar sofrendo com um grande desgaste, especialmente causado pela falta de manutenção em outras partes do carro, como o sistema elétrico, de ignição e de injeção.

Itens que merecem atenção

De olho na poluição: peças desgastadas fazem carros poluir mais

Existem diversos itens que devem despertar atenção dos donos de carros, incluindo Velas, cabos e bobinas de ignição, sensores de rotação, polia, chicotes elétricos e conectores. Todas estas peças, quando não são devidamente cuidadas, pode acabar fazendo com que uma grande quantidade de combustível queimado vá parar no escapamento, e isso faz com que o veículo emita mais poluentes.

Já o sistema de injeção exige manutenção nos bicos injetores, bomba de combustível, reguladores de pressão e sensores. Se injetar menos combustível do que o ideal, o catalisador pode começar a oxidar.

O próprio sistema de escape também exige atenção dos donos de carros, uma vez que os filtros de ar, quando estão entupidos, podem elevar a emissão dos poluentes. Por último e não menos importante, o óleo e o aditivo também acabam interferindo diretamente na poluição emitida.

Fonte: Salão do Carro