Jogo do bicho: 10 espécies que habitam o seu carro

Alguns equipamentos automotivos são popularmente conhecidos por nomes de animais; listamos 10 desses itens curiosos

O que macaco, girafa e burrinho têm a ver com o carro? Muita coisa! É que alguns equipamentos automotivos recebem nomes de animais. É um verdadeiro jogo do bicho em quatro rodas! O AutoPapo listou 10 itens que podem ser encontrados tanto na natureza quanto em uma oficina mecânica ou até mesmo no próprio veículo. Confira:

1. Macaco

Jogo do bicho do automóvel: macaco

Esse é fácil! Todo mundo sabe qual é a finalidade do macaco do carro, não é? Ele serve para elevar o veículo, de modo que o motorista possa trocar um pneu, caso seja necessário. Normalmente, esse bicho habita o porta-malas, mas há exceções. No Toyota Etios, por exemplo, o primata vive debaixo do banco, no habitáculo do veículo.

2. Jacaré

Na estranha natureza do carro, o réptil descende do mamífero. Seria um anima mutante? Nada disso: é que jacaré é a denominação de um tipo específico de macaco, com acionamento hidráulico. Nesse caso, o jogo do bicho tem duas respostas! Trata-se de um equipamento mais rápido e fácil de operar, porém maior e mais pesado. Por isso, geralmente está presente apenas em veículos de carga. Versões ainda mais parrudas são usadas por profissionais, em oficinas e borracharias.

3. Burrinho

Seu nome científico é cilindro de freio. Porém, a maioria das pessoas o conhece apenas como burrinho mesmo. Veículos que utilizam sistema com discos nas quatro rodas têm apenas um: o cilindro mestre. Os modelos com tambores no eixo traseiro têm mais dois desses componentes: um para cada roda posterior.

4. Girafa

Ela tem pescoço alto, mas não é originária da África nem serve de alimento para leões. A girafa em questão vive em oficinas mecânicas e serve para içar os motores dos veículos. Em outras palavras, é um guindaste. Nesse caso, o apelido caiu bem melhor que o nome original.

5. Borboleta

Jogo do bicho do automóvel: borboleta

Tanto no sentido biológico quanto no mecânico, a borboleta tem função importantíssima. No primeiro, ela poliniza e equilibra a cadeia alimentar. No segundo, ela controla a mistura ar-combustível do motor. Quando suas asas estão ruins, ela deixa o carro falhando.

6. Tartaruga

Na relação com os carros, sobra até para a tartaruga. Esse é o apelido das estruturas que servem para transportar o veículo por pequenas distâncias, com as rodas travadas. Os órgãos de fiscalização de trânsito, por exemplo, utilizam-no para guinchar automóveis estacionados em locais proibidos. Nesse caso, é o fim da partida para quem burla as leis no jogo do bicho em quatro rodas.

7. Porca

Várias porcas habitam diferentes partes do carro. As mais lembradas são as que circundam os parafusos das rodas. Não as deixe fugir se for preciso trocar um pneu: será impossível fixá-lo e o jogo do bicho do carro terá resultado bastante desfavorável.

8. Cavalos

Jogo do bicho do automóvel: cavalos do motor

Todo carro tem muitos cavalos sob o capô. Muitos mesmo! Na atualidade, mesmo os carros 1.0 mais fracos costumam ter até 70 deles produzidos pelo motor. Os modelos mais possantes têm um verdadeiro haras, com 200 equinos ou mais. É potência para ficar sempre à frente no páreo!

9. Aranha

O habitat da aranha é o mesmo dos cavalos: sob o capô. Nesse caso, porém, não é preciso temer o aracnídeo, pois ele é inofensivo. Sua função é apenas conectar o motor ao escapamento. Ela pode ter mais ou menos pernas, dependendo do número de cilindros. Em outras palavras, trata-se apenas de um apelido para o coletor de escape.

10. Grilo

Eis um passageiro indesejado, um verdadeiro clandestino dos automóveis. Os grilos geralmente habitam o painel de modelos mais velhos, com dezenas de milhares de quilômetros. A presença deles é logo notada pelo barulhinho, que geralmente irrita bastante o motorista.